domingo, 25 de maio de 2008

Desábito

Desabituei-me a transportar-me para o meu refúgio ocasional. As saudades da escrita e das visitas bloguísticas ficaram numa gaveta escondida, em parte pelo ritmo un petit peu acelerado e tarefas acumuladas dos últimos tempos, em parte pela necessidade de me manter afastada do PC para além do estritamente necessário (que não tem sido pouco). Talvez ande à procura de coisas esquecidas noutras gavetas.


Palpita-me que os próximos tempos serão assim, irregulares, obrigados a dedicar o precious time a múltiplas actividades, tarefas, pessoas e sítios...


Ainda não recuperei do enorme cansaço mas vou recuperando... Ainda não respirei fundo e pensei "Não tenho nada de importante para fazer, que bom!" mas as exigências não páram... talvez a minha exigência não páre.


Vou voltando, aos pouquinhos.

5 comentários:

NI disse...

Vale mais um "pouquinho" que nada.

Beijos

Sadeek disse...

Espero bem que sim...que a malta tem saudades "suas"... ;)

BEIJOOOOOOOOOOOOO

Pearl disse...

estás como eu...
A vida não está fácil, eu sei...
mas sempre que puderes, nós cá passamos para te ler!
:o)))***

Safira disse...

Já não vinha cá há algum tempo. Deixo um beijinho e parabéns pelo final da tese.
Bom fim de semana

Carol Barcellos disse...

Bem-vinda de volta, Jasmim. Sei que o seu tempo é pouco, mas a nossa saudade é muita! ;o)

Beijinhos doces cristalizados!!! :o*