sábado, 21 de junho de 2008

Sentir o sentimento

A manhã foi produtiva ao nível do desenvolvimento pessoal. Ajudou-me a sentir o que estou a sentir, em vez de apenas pensar sobre o que sinto. Sentimentos ambivalentes, de optimismo e ansiedade, felicidade e tristeza, aproximação e rejeição, disponibilidade e impaciência, habitaram a minha semana. Hoje, a consciência do meu estado de espírito tornou-se mais saliente, mais viva, e acabou por realçar a ansiedade pelo que aí vem na próxima semana. Preciso de uma pausa, mas falta a recta final. Quero dedicar o tempo necessário, mas só há o tempo disponível, as sobras do que se gasta pelos imprevistos e as obrigações.



Cheguei a casa solitária e consciente, mas também inquieta. Obriguei-me à tal pausa, para descontrair e não pensar, antes de mergulhar no trabalho final. A fome não chegou, por isso não cumpro o almoço.


Acendo um incenso calmante e deito-me no sofá por instantes. A incapacidade (talvez culpa) de me centrar no meu descanso é tanta que me levanto após uns segundos, porque entendo os miares da Mel como um pedido de atenção nesta semana com muita ausência. Tento de outra forma, e vamos as duas à varanda. As brincadeiras felinas reconfortam-me, por excepção acendo um slim e inspiro profundamente... devolvo um sorriso ao sol. Transporto-me para perto de mim ao centrar-me naquele espaço simples, sem pensar na gramática complexa dos sentimentos. Ao fim de uns momentos, fecho o olhos e a tensão dilui-se, como açúcar num café quente. Estou ligeiramente tonta e descontraída. A Mel dorme agora tranquila e preciso da escrita para me organizar. Vou começar... porque está quase a acabar.

8 comentários:

amora disse...

força. vais conseguir!
beijinho.

amora disse...

jasmim, obrigado pelos parabéns! o bolo não só era bonito, como também era muito bom!! quando voltares cá (a condeixa), levo-te à pastelaria aqui da urbanização!!!

Jasmim disse...

Nham Nham... Fica combinado! ;) Espero que o teu dia tenha sido especial!

Sadeek disse...

Jasmim...minha desaparecida....andas fugida sei lá eu quanto tempo e quando apareces mandas um "enigma" destes?! ARGHHHH........women....

BEIJOOOOOOOOOOOO

Jasmim disse...

Enigma Sadeek?? Desculpa lá, os homens é que são muito básicos pra perceber! (Ok, às vezes, vamos mas é passar esta discussão animada lá pra Guerra dos Sexos). Estou prestes a perder toneladas dos ombros, só isso! :) Beijinhos

NI disse...

Parece que a semana tem sido de encontros e desencontros com o eu.

Não sei se interpretei bem o enigma. De qualquer forma, toda a força do mundo.

Um grande beijo

Sadeek disse...

Pois...eu até aí percebi...mas não seria então mais fácil escreveres (para que nós, os básicos pudesse-mos entender à 1ª) "estou a ficar tão leve...vão-me sair umas toneladas de cima dos ombros"?!?! AHHAHA

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOO

Bxana disse...

Hum...

...boa sorte para recta final, então!:)

Miaus!