quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Se...


Se estás farto dos tons cinzentos nos teus dias, vai buscar a palete de cores e os pincéis e pinta o teu céu de azul.

Se queres o doce sorriso de alguém, dá-lhe mel nas tuas palavras.

Se queres muito alcançar um objectivo, acredita com determinação que és capaz... tal como as ondas batem na costa num dia de tempestade.

Se encontrares estradas íngremes e rochosas pelo caminho, não desanimes… sacia a sede nas fontes do caminho e concentra-te no destino.

Se não conseguiste chegar ao destino ambicionado, segue outro rumo e continua a sonhar… como um pássaro à procura de um poiso mais ameno.

Se te sentes triste, recebe ânimo do Sol porque ele está lá sempre, mesmo escondido, para derreter os teus problemas com o seu calor de bem-estar.

Se não tens a atenção de quem queres, mima-te com um passeio à beira-mar, com a companhia da brisa a sussurrar-te ao ouvido e a consolar-te com as cócegas da areia a brincar com os teus pés.

Se te sentes sozinho, faz-te companhia com as melodias que mais gostas e com o silêncio da tua tranquilidade.

Se precisas de desabafar, conta à Lua os teus segredos porque a noite é sábia conselheira.
Se queres mais do que tens, vai à luta, com a vontade de quem nada para a margem para se salvar.

Se conseguiste ou recebeste, agradece com a sinceridade do fogo a crepitar numa lareira de Inverno.

Se precisas do teu sonho, não olhes para o infinito, olha para o caminho que tens em frente e põe-te em marcha antes que se faça tarde.

Se queres companhia para um pôr do sol, murmura à gaivota do mar que te traga aquele com quem o queres partilhar.

Se queres sossegar as angústias, não marteles mais nos pensamentos, anda com pezinhos de lã pelas profundezas da tua mente.

Se queres aproveitar o momento, entrega-te à música que te faz dançar, como uma folha que cai e rodopia ao sabor do vento.

Se te sentes desorientado, procura a definição e os traços claros das constelações de estrelas, para te guiarem no teu caminho.

Se amas alguém, acaricia-o com o mais profundo e doce dos olhares e brinda-o com aquele sorriso da alma… aquele que confessa que ele é simplesmente o teu tesouro mais precioso.

8 comentários:

NI disse...

Jasmim, sinceramente, gostei.

Li atentamente e cheguei à conclusão que me identifico com a maior parte desses pensamentos.

Bjs

Canochinha disse...

Jasmim, que bonito. Muito bonito mesmo! Conseguiste deixar-me com um sorriso nos lábios :)

Bxana disse...

Sou fã da psicologia colorida!:)

Se a vida parece cinzenta, temos de tratar de pintá-la às cores =)

Miau grande!

Maria disse...

:) ^^
muito bom

**

Pedro M. disse...

Eu bem que lanço um olhar tão profundo como um poço petróleo, e tão doce que mataria qualquer diabético a 20 metros de distância, mas tá difícil =P

O pensador disse...

E se quiser apenas sexo,faço o quê?

:-)

Miss Alcor disse...

Que lindo!
Isto sim é que é um post de qualidade! ;)

Nádiuska disse...

Lindo...